Estado registra segunda maior geração de postos de trabalho do país no mês.

Minas Gerais registrou saldo de 51.939 empregos formais em fevereiro deste ano, segundo dados do Cadastro Geral de Empregos e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. Com este desempenho, resultado da admissão de 182.895 trabalhadores no mercado de trabalho e do desligamento de 130.956 no período, o estado ficou na segunda posição no ranking  nacional, atrás apenas de São Paulo, com 128.505 vagas de empregos criadas.

O saldo de postos de trabalho em Minas Gerais registrado no mês de fevereiro foi superior ao de janeiro deste ano (23.544) e até mesmo ao de igual mês do ano passado (27.255), período antes da pandemia de Covid-19 no país.

Setores

Por setor de atividade econômica, os serviços lideraram, com a geração de 15.831 postos de trabalho, seguido por indústria (15.942), comércio (10.141), construção civil (8.040) e o segmento agropecuário (2.435).

Segundo a diretora de Monitoramento e Articulação de Oportunidades de Trabalho da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), Amanda Siqueira Carvalho, Minas Gerais tem mantido um desempenho positivo na geração de empregos em 2021, o que coloca o estado entre os melhores no ranking no país. “Nossa expectativa é a manutenção desse cenário de crescimento na criação de postos de trabalho, sobretudo com o avanço da vacinação ao longo do ano e o oportuno retorno das atividades econômicas”, avalia.

Fonte: Agência Minas de Notícias

Foto: Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui