Decreto publicado na última terça-feira (16/11), pela Prefeitura de Ipatinga, flexibiliza o uso de máscaras em locais abertos. O uso da proteção permanece obrigatório em ambientes fechados, transporte público, por aplicativo e táxi. 

De acordo com a prefeitura, a medida foi tomada após a cidade do Vale do Aço atingir a marca de mais de 70% dos moradores e trabalhadores com duas doses ou a dose única da vacina.

 “Permanece obrigatório o uso de máscara de proteção individual, com adequada cobertura sobre o nariz e a boca, em ambientes fechados, bem como nos meios de transportes públicos coletivos, individual de passageiros por aplicativos ou por meio de táxis”, diz trecho do decreto 9.862.

 O secretário municipal de Saúde, Cléber de Faria, explica que, para definir as medidas de flexibilização, um estudo aprofundado foi realizado em relação à queda do número de casos de contaminação por COVID-19. 

 “Especialistas da área advertem que ainda é preciso tomar certos cuidados, já que o vírus continua circulando em diversos ambientes. A situação é de relativa estabilidade, diante do avanço da vacinação e com o reforço da terceira dose para públicos determinados”, enfatizou o secretário. 

 Para Cléber de Faria, a flexibilização do uso de máscaras em espaços abertos é motivo de comemoração. “Mais de um ano e meio após o decreto de calamidade pública no Brasil em razão da pandemia, essa medida representa um importante salto para vencermos o vírus e voltarmos à normalidade o mais rápido possível”, afirmou o secretário. 

Vacinação em Ipatinga 

Segundo o balanço divulgado nessa terça-feira (16), 348.622 doses de vacinas foram aplicadas no município, sendo 186.980 da primeira dose e outras 146.649 da segunda dose ou dose única. Também foram aplicadas 14.992 doses de reforço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui