Varíola dos macacos: Ministério da Saúde confirma sexto caso no Brasil

0

Minas tem três casos suspeitos e morte em Uberlândia já foi descartada; confira o balanço nacional

O Ministério da Saúde confirmou o sexto caso de varíola dos macacos no Brasil, nesta quinta-feira (16). O paciente, de 28 anos e com histórico de viagem à Europa, está em isolamento domiciliar em Indaiatuba, interior de São Paulo. Ele apresenta quadro clínico estável e segue monitorado pelas autoridades sanitárias locais, diz a pasta.

Pub Artigo

Dos seis casos confirmados no Brasil, quatro estão em São Paulo, um no Rio Grande do Sul e um no Rio de Janeiro. Há 13 casos suspeitos em investigação.

Identificada pela primeira vez em macacos, a doença viral faz o paciente apresentar febre, dor de cabeça, dores musculares e nas costas, além de erupções cutâneas.

Morte suspeita de varíola dos macacos em Minas foi descartada

O Ministério da Saúde descartou, nessa quarta-feira (15), que a morte de um policial penal de 41 anos em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, tenha sido causada pela varíola dos macacos.

O homem era de Uberlândia e trabalhava em Araguari. Ele ficou internado no Uberlândia Medical Center. Segundo a prefeitura de Araguari, o paciente era policial penal e trabalhava no presídio na cidade. O homem procurou um hospital em Uberlândia com sintomas de febre, dores e várias vesículas pelo corpo, na sexta-feira (10). No sábado (11), ele morreu.

O governo de Minas investiga três casos suspeitos de varíola dos macacos no Estado: um em Belo Horizonte, um em Ouro Preto, na região Central, e outro em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro.

Como é a transmissão da varíola dos macacos

Para aumentar a incerteza a respeito dessa doença, a Organização Mundial da Saúde (OMS) ainda não sabe qual a fonte de infecção nos casos relatados. No entanto, segundo informa o Instituto Butantan, já é possível detalhar como a doença tem se espalhado entre os humanos. Confira como ocorre essa transmissão:

Contato com com gotículas expelidas por alguém infectado (humano ou animal);

Contato com as lesões na pele causadas pela doença ou por materiais contaminados, como roupas e lençóis.

Fonte: O TEMPO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui