Alta de combustíveis tem impacto em vários produtos e serviços, confira

0

Reajuste da gasolina e do diesel pode encarecer alimentos, aplicativos, energia e vários produtos industrializados

Não é só combustível que aumenta. Quando há um reajuste sobre preços da gasolina e do diesel, o efeito cascata na inflação é grande, com vários produtos e serviços encarecendo também pelo país. Nesta sexta-feira (17), a Petrobras anunciou novas altas nos preços da gasolina e do diesel vendidos às distribuidoras, a partir deste sábado (18 de junho). A alta, no caso da gasolina, será de 5,1%. Já no caso do diesel, será de 14,2%. Esse percentual deve chegar à bomba, conforme verificado em outros reajustes promovidos pela estatal. 

Pub Artigo

Confira alguns impactos que a alta dos combustíveis pode causar nos preços de diversos produtos e serviços:  

Alimentos:  

Como a alta do combustível afeta o frete, já que os caminhões usam diesel, transportar alimentos do campo, onde é feita a colheita, até o varejo fica mais caro.  Até pequenos deslocamentos em caminhonetes abastecidas com gasolina também terão impactos. O repasse da alta dos custos de transportes é imediato nos sacolões e supermercados. 

Produtos em geral transportados via rodovias: 

Tudo que vai da fábrica para o varejo e que é transportado por via rodoviária tende a aumentar de preços por causa do repasse do valor do frete: calçados, roupas, produtos eletrônicos, eletrodomésticos, veículos etc.

Também há repasse de preço para o transporte público e privado (ônibus intermunicipal e interestadual). Esses reajustes são programados e há datas específicas para ele, mas a alta do diesel entre nessa negociação tarifária.  

Aplicativos de transporte de passageiros e delivery: 

Se não há uma alta do preço dos aplicativos de transporte de passageiros, como Uber, e de delivery, como o iFood, há um achatamento nos ganhos dos profissionais. Se não repassarem para o consumidor, a alta dos combustíveis afeta a renda deles. 

Energia: 

Muitas termelétricas, que são acionadas em períodos de estiagem, geram energia através de combustíveis fósseis, como o diesel. O aumento do produto encarece o insumo para elas e há repasse para o consumidor por meio das bandeiras tarifárias e de reajustes das concessionárias.  

Irrigação: 

Também afeta preço de alimentos. Muitos produtores rurais usam bombas para irrigar a lavoura abastecidas com diesel ou gasolina. 

Fonte: O TEMPO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui