Na primeira reunião do ano, realizada na noite dessa terça-feira, 12 de janeiro na Câmara Municipal de Capelinha, vereadores tiveram a oportunidade de aprovar, com diversas emendas, um projeto de lei complementar que traz mudanças para a realização da Festa do Capelinhense Ausente.

A intenção, de acordo com os vereadores, é trazer melhorias na realização do evento, que é considerado o maior da cidade e um dos maiores da região, sendo promovido pela Prefeitura do município através da Secretaria de Cultura.

A Lei, de autoria do ex-vereador Alessandro Neves, o Lé Neves, entrou em tramitação no ano passado, mas só foi aprovada em reunião realizada neste ano, já que o vereador Gilmar, atual presidente do Legislativo, havia pedido vista no projeto.

Com a lei complementar aprovada, ficou instituído o evento “Café da Tarde” como parte integrante da programação do Galpão Cultural. O evento, promovido pelo município, homenageia pessoas que contribuíram com o desenvolvimento de Capelinha.

Licitação de Venda de ingressos

Outra mudança que deverá ocorrer com a nova lei, é que a licitação para contratação de shows para o evento terá que ocorrer entre outubro do ano anterior, até fevereiro do próximo ano. A mudança é defendida pelo vereador Reginaldo Rodrigues (PSC) Regis, por questão de economia na contratação de shows.

“Quanto antes o município fizer a licitação, além de ampliar a lista de shows de renome nacional com data aberta, também irá gastar menos na contratação desses shows, reduzindo as despesas com a festa”, enfatiza.

Já em relação a venda de ingressos, o lote promocional da festa deverá ser disponibilizado para venda na primeira semana do mês anterior ao evento e cada cidadão poderá comprar somente dois ingressos por CPF. A proposta, defendida pelo vereador Tozão da Cana (PSC), tem como intenção combater cambistas e favorecer a população mais carente.

“Acho que essa proposta vai diminuir a compra de ingressos por cambistas e aumentar a disponibilidade de ingressos para a população mais pobre, que eu sempre defendi”, explica.

O texto aprovado na Câmara, segue para sansão do executivo, que poderá sancionar o projeto e as emendas, ou vetar.

Capelinhense Ausente 2021

De acordo com informações, a realização do capelinhense ausente neste ano ainda é uma discussão entre a comissão organizadora do evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui